Arquivos do Blog

Mudamos para www.midiaria.com/blog

Estamos de casa nova!
Veja este post em http://www.midiaria.com/planejamento-estrategico-de-marketing/dasbancas-curtidas-como-moeda-de-poder

Mudamos para www.midiaria.com/blog

Estamos de casa nova!
Veja este post em http://www.midiaria.com/comunicacao-e-midias-sociais/dasbancas-7-leis-dos-likes-no-facebook

Mudamos para www.midiaria.com/blog

Estamos de casa nova!
Veja este post em http://www.midiaria.com/planejamento-estrategico-de-marketing/dasbancas-como-sustentar-a-cultura-corporativa-em-um-mundo-de-mudancas

#dasbancas: o que se pode explorar com o geomarketing?

Estamos de casa nova!
Veja este post em http://www.midiaria.com/planejamento-estrategico-de-marketing/dasbancas-o-que-se-pode-explorar-com-o-geomarketing

#dasbancas: a união faz a força! Redes de franquias apostam em co-branding

gestão e negóciosNossa indicação dessa semana é a reportagem “De portas abertas para sinergia” da Revista Gestão e Negócios da editora Escala que sinaliza uma grande tendência das redes de franquias na aposta do co-branding. Ele leva para o cliente duas ou mais bandeiras em um único espaço, além de variedade para o público. O co-branding permite redução de gastos e, na maioria das vezes, administração centralizada.

A disponibilização de mais de uma opção de marca em um único local é vista por especialistas em franchising como uma tendência que deve crescer ainda mais nos próximos anos. Segundo a sócia da Fanchise Store, em entrevista para a revista, as cidades do interior podem ser boas apostas, uma vez que determinados mercados não poderiam ter marca sozinha.

Do ponto de vista dos investidores, ganha-se mais opções de investimentos. Já do ponto de vista de marca, ganha-se a possibilidade de atuar novos mercados. E do ponto de vista do consumidor, ganha-se mais opções de compra em um mesmo segmento. Ou seja, todos ganham, as marcas podem realizar sinergia e não ser conflitantes entre elas. Um exemplo é o caso do Spoleto + Domino’s, do segmento de alimentação, que já possuem 10 lojas em funcionamento na rede co-branding.

Por se tratar de algo novo, não existe uma norma específica para o modelo co-branding. As regras a serem seguidas são as mesmas da franquia, ou seja, a Lei número 8955/94. A orientação antes da assinatura do contrato nesse formato é que você se certifique com o  franqueador se é capaz de franquear as marcas nesse modelo. Lembrando sempre que o co-branding não é um somatório de modelos independentes, mas um modelo diferente de negócio, em que as marcas envolvidas devem ter sinergias.

Na sua opinião, como você avalia a dificuldade de se fazer a gestão de duas marcas totalmente distintas em um único local?

Veja outras dicas da seção #dasbancas

%d blogueiros gostam disto: